segunda-feira, 31 de outubro de 2011

Os processos "C" e "S" de regulação do Sono

Para preparar para a leitura do próximo texto "Só mais dez minutos" decidi fazer uma descrição sobre o modelo que usamos para explicar como o sono é regulado. A ideia é que as pessoas encontrem aqui informações sobre o que é chamado de Processo Circadiano (Processo C) e Processo Homeostático (Processo S) de regulação do sono. O modelo que explica esses dois processos foi proposto por Borbély em 1982 com o trabalho intitulado "A two process model of sleep regulation" O modelo de dois processos para a regulação do sono. Veja a figura abaixo para um esquema didático do modelo.
Figura 1. Modelo de dois processos de regulação do sono. Em azul claro representado 24h de um dia. Em cinza uma curva representando o Processo "S" de regulação do sono se acumulando ao longo do dia e sendo dissipado durante o sono. Os clip-art de sol e lua formam a curva que representa o processo "C" de regulação do sono. Em Vermelho outra curva representando a propensão ao sono consequente da ação dos dois processos "C" e "S". As duas setas violetas indicam os dois principais portões do sono. 
Ainda está complicado? Então faremos como o Jack, vamos por partes!
Para entender como funciona essa regulação precisamos entender o que a palavra "Circadiano" significa. A palavra tem origem no latim "Circa - cerca de" e "diem - dia", sendo assim "Circadiano" significa cerca de um dia. Cronobiologicamente falando, usamos o termo para representar ritmos biológicos com período próximo a 24 horas.
Sendo assim, o processo Circadiano está relacionado com a regulagem do momento que devemos dormir. Ou seja, é ele que indicaria para o corpo quando está claro, ou escuro. Como somos animais diurnos temos a tendência de dormir a noite. Então a propensão ao sono, relacionada ao processo circadiano fica aumentada durante a noite.
Agora podemos olhar com atenção o diagrama a seguir que mostra apenas a participação do processo "C" na regulação do sono.
Figura 2. Processo Circadiano da Regulação do Sono. Os clip-art sol e lua indicam a variação diária do ciclo claro/escuro.  Estes formam uma curva que também indica a propensão ao sono ao longo de 24h se considerado apenas a participação do processo Circadiano.
Para simplificar as coisas mais do que já simplifiquei podemos pensar no processo Circadiano como a regulação feita pelo ciclo claro/escuro. Quando está claro nossa propensão ao sono diminui e tendemos a ficar mais alertas, o inverso ocorre quando está escuro.
E o processo Homeostático, também chamado de Processo "S"? Aqui também discutiremos primeiro o que significa a palavra "homeostático". O termo vem de "homeostasia" que na fisiologia clássica é definida como "a manutenção das condições internas dos organismos constante". Mas eu prefiro pensar em homeostasia como de um modo menos clássico. Mais uma vez vamos por partes. O termo, homeostasia, deriva do grego "homeo - semelhante" e "stasis - situação", portanto, "homeostasia - situação semelhante".
A ideia que quero passar aqui é que a homeostasia compreende todos os processos e regulações necessários para a manutenção do organismo.
Chega de confusão e vamos voltar para o Processo "S". O que Borbély quer representar com esse processo é que além da regulação circadiana, o sono é regulado pelo acúmulo do seu débito. Como assim? Quanto mais acordado se fica, mais se acumula a necessidade de dormir, até chegar em um momento que o acúmulo fica insuportável e as criaturas dormem. Agora é hora de observar mais um esquema!

Figura 3. Processo de Regulação Homeostática do Sono. Em cinza uma curva indicando o acúmulo e dissipação da necessidade de dormir ao longo das 24h.
Algumas pessoas podem perguntar "é como acumular uma substância?" Eu diria que é quase isso, não é apenas uma substância porque o sono é um comportamento que envolve todo o corpo, mas se fosse para escolher uma, e apenas uma substância como indicadora do processo "S" eu e todo o referencial bibliográfico que tenho lido escolheria a adenosina. Mas isso é assunto para outro texto.
E quando é que dormimos? Finalmente, dormimos quando os dois processos apontarem para a mesma direção, ou seja, quando o processo "C" indicar que é momento de dormir e quando o processo "S" indicar que já acumulamos necessidade de sono suficiente para dormir! Volte para a figura 1!!!

Até lá eu ficarei escrevendo e sim, eu aceito críticas e sugestões! ;-p)

ResearchBlogging.org
Borbély AA (1982). A two process model of sleep regulation. Human neurobiology, 1 (3), 195-204 PMID: 7185792

2 comentários:

  1. Cara... Muito legal o seu blog! Você deveria postar mais coisas!

    Além dos textos escritos com excelência, os assuntos abordados aqui são muito pertinentes! Parabéns!

    Ah! E muito legal a sua linha de pesquisa! Parabéns por ela também!

    ResponderExcluir
  2. Muito obrigado pela leitura e comentário Carlos. Estou tentando aumentar a frequência com que escrevo aqui. Espero manter uma média de pelo menos dois textos por mês.

    Sobre a linha de pesquisa, espero em breve poder apresentar alguns dos resultados que temos obtidos por aqui.

    Um abraço.

    ResponderExcluir